22 de out de 2013

Brasileiríssimo! (Eita mania de José Dias...)

Nhack! Já que o "Té" apresentou-se aqui no blog, também irei apresentar-me novamente para aqueles que não me conhecem.

Sou a M Angeli responsável por postar aqui no blog sobre qualquer coisa do mundo literário que eu queira HEUSHE Mas vou sempre estar trazendo para vocês novidades sobre livros desconhecidos que todos deveria conhecer, falar um pouco sobre poesia e suas raízes, de grandes escritores como Machado de Assis e de vez em quando fazer algumas resenhas.
Sinto muito não estar podendo postar com muita frequência, mas o tempo é curto e gosto de trabalhos bem feitos e com o blog não poderia ser diferente.

Ah claro, eu gosto de salgado, livros, café, física e é isso ai.

Fim. Já me conheceram.


Machado de Assis...

Já que citei Machado de Assis, vamos entrar no embalo?

Nosso grande Machado não teve uma vida fácil, isso é fato. De família humilde e mulato também - ele teve que enfrentar o preconceito! -, Machado perdeu sua mãe na infância ainda e foi criado por sua madrasta, que era uma boa pessoa para ele. E olha no que ele transformou-se? Como diria meu caro José Dias: um importantíssimo escritor da Literatura Brasileira.  Sua vida não foi fácil mas sim, um exemplo de superação. Nosso grande escritor tinha Epilepsia e morreu de câncer na língua.

Em suas obras encontramos o Romantismo, como por exemplo A mão e a luva, e o Realismo que temos como exemplo o Memorial de Aires.

Destaca-se (no meu ponto de vista!), Memórias Póstumas de Brás Cubas - e apesar de Machado ter marcado o Realismo -, foge completamente do "normal" por assim dizer. Uma obra de ficção, que eu morro de vontade de ler!

E claro, não podemos citar Machado de Assis sem citar também Dom Casmurro. Mas para esse, farei um post especial... Com resenha e tudo! Aguardem..!


                                                                                                         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram