16 de fev de 2014

Desvendando mistérios com a Coluna Vertebral!

 Mais um domingo aqui com vocês desculpe-me por desta vez postar mais tarde que o normal, mas fui a um encontro de semideuses e acabei de voltar. Vejo que algumas pessoas preferiram mais as bruxas que as arenas, a isto é normal e então baseado nisto, no futuro falarei sobre vampiros, lobisomens e etc. Mas hoje eu estou aqui para falar sobre um gênero que me agrada muito, mistério e junto com eles os seus detetives. Logicamente o livro que usarei como base hoje é: “Sherlock Holmes”.
Como de costume começarei com os filmes, e o escolhido desta vez é o Dylan Dog e as criaturas da noite.

É um filme que passa de vez em quando na televisão e que provavelmente não chama muita atenção das pessoas devido suas poucas chamadas, mas se um dia vocês perceberem que está passando na TV, tirem um tempo e assista pois é bem legal. Em Nova Orleans, Dylan Dog é um detetive particular que fora especializado em casos sobrenaturais, conforme seu cartão de visitas que trazia a inscrição "Sem pulso? Sem problema". No entanto, ele afirma estar "aposentado" e agora só aceita casos comuns de infidelidade de casais ou fraudes de seguros. O amigo e parceiro Marcus quer ser seu sócio mas Dylan não gosta da ideia. Os dois vão até a casa de Elizabeth Ryan que ligou para Dylan mas quando ela conta que o procurara pela sua reputação de investigador do sobrenatural e o assassino do pai dela tinha sido uma criatura estranha e peluda, história que a polícia não acredita, o detetive recusa o caso . Dylan muda de ideia e resolve começar a investigar o homicídio quando Marcus é atacado, aparentemente pela mesma criatura assassina. O detetive percebe que o assassino do pai de Elizabeth é um lobisomem e vai atrás da família Cysnos, um dos clãs dessas criaturas que vivem na cidade, disfarçadas de humanos. E quem atacou Marcus foi um zumbi. Enquanto isso, o vampiro e traficante Vargas procura pelo objeto místico chamado de "coração", que Dylan descobre ter sido roubado do pai de Elizabeth pelo lobisomem.  
O próximo é um mangá, Detective Conan!

Shinichi Kudo, é um estudante colegial que investigava por mero acaso, um ato suspeito após sair do parque de diversões. Tratava-se de 2 membros da Black Organization (Organização secreta de criminosos) realizando uma transação. Por azar, ele é descoberto e abatido, sendo feito de cobaia ao experimentar uma droga (de nome APTX 4869) que supostamente era para mata-lo sem deixar rastros. Por alguma causa desconhecida, em vez de morrer, seu corpo volta a ser como de 10 anos atrás, quando era uma criança de apenas sete anos.
Agora, o prodígio detetive tem que esconder sua verdadeira identidade e assumir ser apenas uma criança, apesar de sua mente não ter sido afetada, para que as pessoas a sua volta não corram perigo, pois se a organização a qual fez isso com ele descobrir que ele não morreu, certamente irá atrás dele e de todos que estão a sua volta.
Assim sendo, Shinichi Kudo adota o pseudônimo de Conan Edogawa e vai morar na casa de sua amiga de infância Ran Mouri, por quem é apaixonado, graças ao Dr. Agasa, o único que sabe sua real identidade, pois segundo ele seria ótimo morar com a Ran porque seu pai Kogoro Mouri é um detetive e Conan teria recursos para investigar a Black Organization.
É claro que Shinichi, agora vivendo como Conan, deve se precaver contra quaisquer suspeitas sobre ele, então ele volta a frequentar o ensino fundamental. Lá ele encontra bons amigos e juntos formam uma liga de jovens detetives, auto-denominada Detective Boys.
Apesar de estar morando em uma agência de investigação, a vida de Conan não é nada boa, isso porque Kogoro Mouri, pai de Ran, não tem aptidão nenhuma para exercer a profissão de detetive, portanto Conan sempre resolve os casos para ele. Para isso, Conan conta com várias invenções muito úteis do Dr. Agasa, como seu alterador de voz, relógio que dispara uma agulha tranquilizante, skate movido a energia solar e outros.
Por conta de estar sempre em contato com sua amada, a história entre Conan e Ran evolui bastante durante a série, mesmo ela não sabendo a real identidade de Conan.
Com o avanço da série, surge uma outra personagem muito importante, trata-se de Ai Haibara, uma garotinha de também 7 anos que na verdade é Sherry, integrante da Black Organization e que também tomou uma dose da mesma droga (APTX 4869) que Shinichi, porém por motivos diferentas: ela foi deixada para morrer pela organização e tomou a droga com o propósito de se suicidar. Como ao invés de mata-la a droga a regrediu para uma criança de sete anos, ela foi capaz de fugir da organização e mudar sua identidade, passando a morar junto com o doutor Agasa.
Normalmente eu falaria sobre o primeiro livro se fosse uma saga, mas como eu acho que todos já leram a Droga da Obediência, pularei para o Anjo da Morte (meu favorito).

O professor de teatro de Calú, o ator dos Karas, é assassinado pouco antes da estréia de sua nova peça. A única pista é um ameaçador folheto neonazista. Surge um novo caso para os Karas. O principal suspeito é um ex-oficial alemão, comandante de uma organização mundial que pretende somar o dinheiro e o poder dos criminosos com o tenebroso ideal.
Grande aventura dos Karas, enfrentando os perigos de um grupo neonazista e um plano ardiloso de renascer Adolph Hitler através de seu bisneto.
Enquanto a trama é desenrolada o passado do professor de Calú que era um Judeu que tinha fugido do campo de concentração é revelado para todos, mostrando como eles eram tratados naquela época e de possíveis outros foragidos.

Normalmente eu falaria mais sobre todos os temas aqui tratados, mas desta vez se eu falar mais do que devo estarei estragando as surpresas dos mistérios. E com esta postagem super curta eu me despeço, beijos no coração e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário