9 de jun de 2014

Resenha - Sereia Negra

Olá,
    quem nos acompanha sabe que começamos no inicio do mês o projeto Brasil e seus mundos, mas ainda não tivemos nenhuma postagem sobre o autor e livro do mês, então hoje começamos, com a resenha, oficialmente o primeiro mês do projeto, clique em continue lendo e saiba o que achei do livro.



Sereia Negra
Sereia Negra

Vinícius Grossos
Selo Jovem
Ano de 2014; 280 páginas


Sinopse: “Um peixe fora d’ água” – foi exatamente assim como Inês se sentiu a vida toda. No seu aniversário de quinze anos, Inês têm todos os seus sentimentos de revolta aflorados de forma aplacável; seu pai a abandonou assim que ela nasceu, sua mãe morreu no parto, ela nunca teve amigos, nem nunca se sentiu atraente o suficiente para os meninos com quem tivera contato. É então que Inês decide que sua vida deve ter uma mudança radical. Mal saberia ela que essa mudança estava mais próxima do que ela imaginava... Numa tempestade repentina e sobrenatural, Inês é tragada pelos mares – tragada pelo seu mundo. Inês é uma sereia. E mais do que isso, ela é uma lenda viva – um ser aguardado por todas as sereias e tritões de Atlanta, um dos vários reinos que existem abaixo do mar sem o conhecimento dos humanos, como a grande salvadora deles. Inês é a Sereia Negra, a única sereia de cor negra de toda a história! Mesclado de fantasia e magia, lendas gregas e brasileiras, somado a um retrato da nossa realidade social, Sereia Negra promete te mostrar uma nova visão não só desses seres fantásticos, mas de questões da vida que vão além da fantasia.

Resenha:

"O disfarce mais comum da inveja é o ódio."

Inês está completando 15 anos; anos esses em que viveu sem seu pai ou sua mãe, sendo julgada por sua cor e seu jeito, onde a única família que conhece é seu avô e dois representativos peixinhos dourados que tanto odeia. Até que ao acordar no dia de seu aniversário, ela resolve que precisa de uma mudança em sua vida, começando por se livrar dos peixes que tanto odeia. Porém, de repente começa uma tempestade sobrenatural e o mar se revolta, é então que Inês é levada para seu verdadeiro mundo: o próprio mar. Inês é, na verdade, uma sereia.
Em seu novo mundo Inês descobre a verdade sobre sua vida e porque se sentia tão diferente de todos, mas não se livra do preconceito e dos problemas.

"Me sinto traída. Me sinto solitária. Me sinto morta para o mundo ... Para os dois mundos, aliás."

Se a intenção do projeto era levar os leitores para um novo mundo, porém ainda com elementos do Brasil, esse livro cumpriu sua missão. Admito que minha área não são as sereias, meu conhecimento era pouco antes desse livro, mas o autor me apresentou um mundo que vale a pena conhecer.
O assunto incomum por si só já chama a atenção. Em uma época de vampiros, Vinícius aposta nas sereias, um assunto presente nas lendas conhecidas por nós, brasileiros, porém ignorado pelos próprios.
O livro vem com um toque moderno, mas com um dedinho em lendas antigas; Há partes que consigo imaginar perfeitamente minha avó contando como uma história da cidade em que nasceu, o que dá à leitura um clima gostoso. Quanto a parte moderna, podemos citar a guerra e os personagens, que me fizeram lembrar sagas famosas.
A personagem principal é bem completa, uma garota rebelde e de personalidade forte, e se me permitem dizer, com um ótimo gosto musical, que apesar de tudo o que sofreu consegue ainda pensar no bem de seus amigos.
O preconceito racial é assunto muito presente na obra; o escritor mostra uma forma mais leve de falar sobre o assunto e nos leva a viver o lado da pessoa que sofre o preconceito, mas retratando também temas como: relações familiares, casamento sem amor e homossexualidade.
A imprevisibilidade do livro é algo que amei, em nenhum momento é possível descobrir o que vai acontecer na história.
Um ponto que preciso abordar é o fim do livro; é um fim um pouco diferente e que pode não agradar alguns leitores, mas que pra mim foi perfeito. Digo isso porque sei que alguns leitores são mais exigentes e não se contentam com um fim diferente do imaginado.
Enfim, Sereia Negra é um livro leve e diferente, recomendo aos que gostam da boa literatura nacional.

"Eu sou a Sereia Negra. A única sereia da história de pele e cauda negra, que viria de outro mundo para salvar a raça de sereias e tritões de um fim avassalador. É por mim que eles lutam. Por mim, pela paz e pelo futuro. E só eu, mesmo com todos os seus esforços, posso fazer com que eles valham a pena. Só eu."


O que me resta é agradecer ao autor e lembrar a todos que mais postagens virão com o livro, lembrar também que no fim do mês temos o debate com o autor e que para participar é só entrar no nosso grupo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram