2 de dez de 2014

Resenha: Não Se Apega, Não




 Não Se Apega, Não

Isabela Freitas
Intrínseca
Ano de 2014; 256 páginas


Preço: R$ 16,00 até 24,00

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos. Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado. Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.

Resenha


"O "amor" pode ser perigoso se ingerido em doses altas. E, quando acaba o estoque, pode ser fatal."

Preciso confessar que só conheci 'Não se apega, Não' na livraria, não conhecia Isabela, não conhecia seu blog e mesmo já tendo visto imagens do livro nunca foi de meu interesse conhecer nem mesmo a sinopse. Na livraria, com aquela indecisão enorme que nos toma quando estamos na frente de tantos livros, peguei o livro, li a sinopse e decidi que seria uma boa tentativa, uma boa resenha para o blog, gostando ou não.
Comecei a leitura e minha conclusão foi: Se você está chegando aos seus 30 anos esse não será um livro interessante, mas para nós que ainda colocamos o amor em tudo, que não sabemos se nos apegamos ao passado ou a ideia de que isso tudo vai passar é sim interessante. 
O livro tem um ar jovem e eu posso chamar de autoajuda, quantas meninas não compraram o livro por ser uma história biográfica e que fala basicamente do amor e suas desilusões? Isabela fala de amor próprio, despegar, desilusões, seguir em frente, amizades e esquecer o passado, por tanto tem público certo, meninas entre seus 16 até 25 anos.
Se você é uma pessoa que vive "quebrando a cara" e se decepcionando com pessoas, vai querer estar perto de Isabela e dizer "vem ser minha amiga", ela tem aquele poder de nos fazer enxergar as pessoas um pouquinho diferente e ver que muitas vezes os relacionamentos são superficiais, mas mostra também que toda decepção é necessária e que tudo pode nos fazer crescer.
"Lembrar do passado com um sorriso no rosto é a prova de que o passado não te machuca. Não mais."

Apesar de toda essa história de decepções e amores que dão errado não é um livro triste, é Isabela nos animando, dizendo que apesar de tudo ela está bem e que com tudo isso ela só cresceu, não precisamos nos preocupar. Ela passa a mensagem de que não existe príncipe, não exite alguém perfeito. Ou se for pra dizer melhor, existe, mas essa pessoa é você e só você pode ser feliz por você. (Muitos você nessa frase)
O livro ganha aquelas 4 estrelinhas, porque apesar de todo pensamento e mensagem positivos, é um pouco fraco e direcionado a apenas um público, no resto é um bom livro e eu super recomendo. Como diria Isabela: R-E-C-O-M-E-N-D-O.




E então, curtiram a resenha? Espero que sim e que continuem aqui no blog. Pode seguir, pode comentar, pode sorrir, só não vou deixar chorar. Não esqueçam que estamos na Semana O Sumiço de Beatriz e que estamos participando da maratona #EuTôDeFérias, votem na nossa semana especial, não demora nem um minuto e ajuda muito. Comentem, me deixem feliz, mais um comentário nunca é muito. Digam se gostaram da nossa nova arte para resenha!




Nos acompanhe:





Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com


  






Um comentário:

  1. Conheci o livro por meio de umas amigas e confesso que até ler sua resenha nem sabia que a autora tinha um blog hahahaha
    Já tô namorando esse livro a um tempo e assim que der preciso comprar e ler, parece ser ótimo!
    Beijos,
    Thousand Lives to Live ♥

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram