27 de ago de 2015

Brasil e seus Mundos | Entrevista do Mês Karen Alvares



Olá, pessoas! Nosso mês Karen Alvares está chegando ao fim, mas durante todo esse mês do Brasil e seus Mundos nós conhecemos quotes do livros da Karen, vocês leram resenhas, ficaram sabendo opiniões de outro escritores e blogueiros e hoje vão conhecer um pouco da escritora. Nossa entrevista é, na verdade, um bate-bola, mais rápido e prático, então vem saber as respostas da escritora.

Entrevista


♥ Para começar, complete a frase: Escrever é...

Viciante. Não dá, é vício. Você às vezes desanima, fica um tempo sem escrever, mas então algo inexplicável te puxa pra escrever e escrever novamente. É uma coisa quase física.

♥ Qual história mais gostou de escrever?

Eu gostei muito, muito de escrever Space Opera - Um novo começo, em conjunto com a Melissa de Sá. Foi delicioso fazer um trabalho em conjunto e muito divertido visitar a ficção científica. Tive momentos muito prazerosos escrevendo Inverso também. Mas preciso dizer que Alameda dos Pesadelos foi um livro que... me aliviou escrever. Foi como me livrar de um peso; era uma história que não apenas queria contar, mas que precisava contar.

♥ Qual foi seu primeiro conto publicado?

"As bananeiras têm olhos", na antologia Dimensões.BR, da Andross.

♥ Desde quando escreve?

Desde a escola, quando era criança. A primeira história completa que posso dizer que fiz foi um conto de mistério e assassinato com uns 11, 12 anos, meio Agatha Christie, muito imaturo, mas já tinha sangue, perseguição e intrigas. Lembro que escrevi naquelas folhas de papel almaço e as juntei com uma fita vermelha, num laço. Comecei a levar mais a sério quando me tornei adolescente e comecei a escrever fanfics de Harry Potter; tenho mais de trinta publicadas na internet. Profissionalmente, escrevo há quase quatro anos.

 Um escritor internacional que te inspirou?


Stephen King.

♥ Um escritor nacional que te inspirou?


Mario Prata.

♥ O primeiro livro nacional que leu?


"No Reino Perdido do Beleléu", de Maria Heloísa Penteado.

 Uma cena muito difícil de escrever?


A cena em que Vivian é baleada em Alameda dos Pesadelos. Foi a cena com que sonhei na primeira ideia que tive do livro, e é por causa dessa cena que o livro existe. Por isso foi tão difícil escrevê-la, porque eu estava, naquele instante, tornando-a concreta, e foi um grande peso fazer isso.

♥ Um personagem que te persegue?

No momento é o Rafael, de um conto que está na antologia Boy's Love - Sem preconceitos, sem limites, da Draco. Mas o Gabriel de Alameda dos Pesadelos me perseguiu por mais de dez anos.

10  Um recado rápido para seus leitores.

Obrigada pelo carinho imenso que tem por mim e por minhas histórias. Quem quiser saber mais, visite meu blog papelepalavras.wordpress.com e sigam-me no Twitter e no Instagram @karen_alvares!


E é isso! Deixem nos comentários se acharam essa forma de entrevista legal, será importante para o nosso próximo mês do Brasil e seus Mundos. Não esqueçam que ainda da tempo de participar do sorteio de Inverso e que o Mês Karen Alvares continua na nossa fan page até dia 31/08, depois disso o Brasil e seus Mundos volta em Outubro com um novo escritor, então se você tem algum escritor que queira sugerir para o projeto deixe aqui nos comentários. Abraços e até logo, gente linda!


Nos acompanhe:

Instagram: @pag394
E-mail: pag394@outlook.com

Um comentário:

  1. Adorei fazer essa entrevista, foi super divertida!
    Ai, não quero que esse mês acabe, tô me sentindo tão mimada! :D
    Obrigada, Carol e Nat! <3

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram