5 de ago de 2015

Pipoca com Chocolate | God Help The Girl




Tem um bom tempo que o Pipoca com Chocolate não aparece, a última vez já faz alguns meses, estava com saudade de escrever sobre filmes aqui no blog e por isso ele está de volta e promete não sumir como antes. O problema não era não assistir filmes, mas sim assistir filmes que não me deixavam com vontade de vir contar pra vocês, mas finalmente achei um filme que despertou essa vontade, então vem saber o que achei de God Help The Girl.


Eve é uma garota problemática, linda e deprimida, apaixonada por música e é ao escrever e cantar suas músicas que ela encontra sua válvula de escape. Tentando mudar sua vida ela conhece James, um garoto magrelo, tímido e sensível. James se apaixona pela voz e intensidade da menina que acaba de sair de uma clínica para tratamento de anorexia, junto com Cassie, uma menina um tanto excêntrica, eles formam sua banda e vivem despreocupados enquanto cantam suas "aventuras" no verão de Glasgow.


Estamos acostumados com musicais pelo ponto de vista de cineastas e cineastas-fotógrafos, mas God Help The Girl nos traz o ponto de vista de um músico e talvez seja por isso que a música é a estrela do filme e por isso também que a história parece ser feita para as músicas e não o contrário. O enredo do filme é comum e previsível porém dramático e apaixonante, tudo nele é feito para chegar a uma música.

As músicas são interpretadas por Eve, James e Cassie e são elas que levam o filme adiante, todas em um estilo indie rock bem fofo e contagiante, o que pode levar quem assiste o filme até o fim mesmo que a história não esteja agradando.


O elenco é simplesmente cativante e de carisma incrível, parte importante para gostar desse filme, um elenco jovem interpretando personagens apaixonantes que parecem saídos de várias épocas diferentes devido ao seu visual de brechó. Visual esse que contribui muito para o entendimento da história, assim como a fotografia mais amarelada que por vezes beira ao "efeito de instagram" que da ao filme um ar todo diferente.

O longa é cheio de cenas muito legais, dessas que quem assistir vai lembrar por dias e vai querer assistir de novo, algumas chegaram a me lembrar Grease. Algumas cenas de música são acompanhadas de danças que nos mostram o ar que Murdoch quis dar para essas músicas e essas cenas.


Emily Browning se empenha ao interpretar Eve e consegue carregar todas as emoções da personagem, mesmo que seja apenas com o olhar, sejam essas emoções tristeza, angustia, medo ou alegria. Olly Alexander funcionou perfeitamente para seu personagem e com o personagem de Emily, já Hannah Murray funciona mais como a parte cômica do filme, suas tiradas apesar de poucas são sempre inteligentes.


Enfim, God Help The Girl apesar de ter um enredo frágil e previsível consegue ser extremamente agradável, não é o tipo de musical com o qual estamos acostumados, mas é do tipo que muitos podem gostar. Com suas canções contagiantes e agradáveis God Help The Girl pode ser uma boa distração ou entrar para sua lista de favoritos.



E é isso. Espero que tenham gostado dessa volta do Pipoca com chocolate e eu prometo não ficar mais muito tempo sem uma postagem dessa coluna. Preciso agradecer a Mariana, colunista aqui do blog e dona da página Forninho, por ter indicado o filme. Não esqueçam de nos acompanhar nas redes sociais pra saber de tudo por aqui, abraços e até logo!


Nos acompanhe:

Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram