21 de jan de 2016

Resenha | O Demonologista


Uma linda capa e uma belíssima edição, um bom marketing e uma sinopse que me levaram a acreditar que este era um livro de terror dos mais assustadores. Foi por todas essas características que escolhi O Demonologista para o projeto IDY 2016 que pedia por um livro assustador, porém de assustador esse livro tem pouco.

A história é focada em David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo e principalmente na obra de John Milton, Paraíso Perdido, porém um homem com seus problemas pessoais, uma mulher que ele sabe estar infeliz e uma filha que ama e que teme ser igual à ele. Apesar de sua especialização David é ateu e após aceitar a proposta da misteriosa "mulher magra" coloca suas certezas e até sua própria filha em perigo.


O Demonologista, como já disse, não é um terror dos mais assustadores, não pense em algo que vá te deixar com medo de ir até a cozinha, mas sim um terror psicológico que foca muito mais na depressão, solidão e melancolia dos personagens, poderia ser descrito facilmente como a jornada de um homem para salvar a vida de sua filha.

Andrew Pyper, autor do livro, escreve muito bem, com a elegância e propriedade que a história pede. O ritmo do livro é dos melhores, respeita o leitor e me passou a impressão de que qualquer leitor conseguiria lê-lo - apesar de nem todos serem capazes de gostar.

Os demônios do livro são o que a história pede, mentirosos, caprichosos e cruéis. Não espere vê-los gritar, dizer obscenidades ou levar suas vitimas à atitudes sórdidas. Os demônios desse livro querem, na verdade, devoção. O que para alguns pode ser um ponto negativo, para mim foi um dos pontos altos do livro.

Além da expectativa criada e não realizada quanto ao terror no livro - porém substituída durante a leitura - o outro único porém da trama são suas página finais, após um livro inteiro bem escrito e de uma ótima leitura, o final parece metafórico e, com certeza, poderia ter sido melhor construído, é um final vago que deixa a sensação de que foi tudo o que o autor conseguiu fazer para fechar a história e não o melhor que conseguiu.

Se você se iludiu pela sinopse, esperava um terror que te deixe com medo e não aceita nada além disso, não leia. Mas se você é o tipo de leitor que quer uma boa leitura e não se importa se o livro vai te proporcionar o que esperava ou algo diferente, leia e aproveite essa leitura. O Demonologista tem uma edição incrível que completa a história muito bem escrita de Pyper. Com certeza um bom trabalho.





O DemonologistaO Demonologista
Andrew Pyper | DarkSide Books
320 páginas | Ano de 2015
Nota: 

"A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe", escreveu o poeta francês Charles Baudelaire. Já a grande astúcia de Andrew Pyper, autor de O Demonologista (DarkSide® Books, 2015), é fazer até o mais cético dos leitores duvidar de suas certezas. E, se possível, evitar caminhos mal-iluminados.

O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo - principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.

Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno."



E essa foi a resenha de hoje - minha primeira do ano - espero que tenham gostado, que tenha acabado com as dúvidas sobre esse livro ou despertado a curiosidade, se já leu deixe aqui nos comentários o que você achou, sem spoilers, e não deixem de nos acompanhar nas redes sociais, lá fica mais fácil saber o que acontece aqui no blog.

2 comentários:

  1. Não gosto de terror então nunca cogitei ler esse livro só pela capa kkkk
    Mas baseado na sua resenha estou pensando seriamente em ler sim. A sinopse me chamou a atenção e como você disse que é um terror mais psicológico acabou me interessando mais!!

    Beijo,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariana. Pode ler sem medo, espero que goste.

      Excluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram