4 de mar de 2018

Pipoca com Chocolate | Pantera Negra



Em Pantera Negra, T'Challa acaba de perder seu pai e rei, por isso precisa assumir o papel para o qual se preparou por toda sua vida, o de rei e protetor de Wakanda, uma nação africana extremamente isolada, porém rica em reservas de Vibranium - sim, aquele do escudo do Capitão América - , um material raro e valioso, que por tanto precisa ser protegido e mantido em segredo do mundo exterior e principalmente de pessoas como Ulysses Klaue, que anos atrás roubou uma pequena parte do Vibranium de Wakanda.


Pantera Negra carrega desde sua primeira aparição nas comics muita representatividade, ele foi o primeiro herói negro com poderes a ser protagonista e é por isso que logo após o anuncio do elenco com maioria de atores negros não podia se esperar menos do filme de T'Challa do que muita representatividade e foi o que ganhamos, não só para os negros, mas também para as mulheres.

Quem foi ao cinema esperando mais um filme do universo cinematográfico da Marvel talvez tenha sentido certo estranhamento, o filme parece estar totalmente a parte de todo esse universo e talvez esse seja o maior acerto, se Wakanda está isolada as ligações com todos os acontecimentos fora dali deviam mesmo ser poucos.



Wakanda é linda, não existe palavra mais certa para descrever o país de "terceiro mundo" em que qualquer um adoraria viver, o trabalho ao misturar tradição e tecnologia é incrível e tudo parece ter sido muito bem pensado, desde cada cenário grandioso que aparece em tela até cada um dos figurinos, carregados de história e cor.

As personagens femininas roubam a cena e estão em maioria dos cargos importantes de Wakanda, se você pensa em se apaixonar por T'Challa é porque ainda não conhece Shuri, Nakia, Okoye ou Ramonda, todas elas são fortes, guerreiras, inteligentes e extremamente decididas, o filme não precisa se esforçar para mostrar o quanto elas são incríveis porque elas simplesmente são e você vai perceber isso.

Já a representatividade negra está ali a todo tempo, ela está em tela a cada cena, representando e sendo importante para os que conseguem se identificar nos personagens, ela é óbvia até mesmo para quem "vê de fora" o que acontece entre a tela e aqueles que assistem ao filme, da pra sentir que existe algo além acontecendo simplesmente porque é algo muito importante.



Os vilões do filme são muito bons, Ulysses Klaue, Garra Sônica, começa o filme como o principal vilão e consegue ser carismático e carregar todo o magnetismo que Andy Serkis da a seus personagens, estamos sempre querendo ver mais dele e por isso da pra sentir falta de ter mais dele.

E então, temos Erik Killmonger, que não pode ser chamado de vilão e está mais para anti-herói, Killmonger nos traz pensamentos que podemos até concordar, mas de uma forma radical demais para ser apoiada. O personagem tem com ele uma forte critica social, o preconceito e o abandono que T'Challa não poderia ter, já que sempre viveu em Wakanda e não teve que lidar tão fortemente com todos esses problemas.



A trilha sonora do filme é incrível, cada música uma maravilha à parte e também composta em sua maioria por músicos negros, junto com o figurino dão todo o clima necessário ao filme e nos fazem querer estar em Wakanda, nos fazem adorar esse país e tudo nele.

Se tem algo que me incomodou no filme, foi apenas uma coisa, em certas partes ele parece ter um ritmo mais lento, enquanto ao mesmo tempo certas situações parecem se resolver de forma muito rápida, mas isso não muda nada de maravilhoso que o filme tem e com certeza não supera todo o talento que cada integrante desse elenco maravilhoso mostra em cena.

Meu conselho é: Vá ao cinema preparado para um filme de heróis diferente do que já vimos da Marvel, esteja preparado também para várias doses de cenários incríveis, cenas maravilhosas e atores talentosos que mostram seu melhor, não espere por guerra e ação o tempo inteiro, mas sim por um filme maravilhoso de grande importância e muita representatividade.


E ai estão as minhas impressões sobre Pantera Negra e pra quem acha que acabou e que já chega desse filme por aqui, vocês estão enganados, o Pipoca com Chocolate é apenas a primeira parte, a segunda virá em forma de Coluna do Té e estará por aqui em pouco tempo, então não deixem de nos acompanhar para ler tudo o que o Té tem a dizer sobre o filme nesse próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram