5 de mai de 2015

Resenha | Sombras do Medo



Sombras do Medo
Sombras do Medo - Camila Pelegrini
Editora Garcia Edizioni
Ano de 2014; 200 páginas

"Em um futuro pós destruição em massa, provocada pelas guerras humanas e desastres naturais - para os quais os humanos também contribuíram grandemente - o mundo é dividido em 5 grandes regiões. Em cada uma delas vivem ordinários e singulares, pessoas com ambições completamente diferentes. Estes dominam o mundo. Aqueles tentam tão somente sobreviver.E ao viverem dessa forma, a bondade beira à extinção. O caos reina em seu lugar, despertando forças malignas que há muito esperam para serem alimentadas.
A maior guerra de todos os tempos finalmente começa e a humanidade já se encontra em desvantagem.
E em meio a tanto ódio e destruição, será o amor capaz de afastar as Sombras do Medo?"


"Escolha é algo do qual já quase não nos lembramos mais."

Após destruição em massa, provocada principalmente por guerras e desastres naturais, o mundo precisou ser reorganizado e foi divido em cinco regiões. Nessas regiões vivem singulares e ordinários, os primeiros vivem na capital, protegidos por uma muralha, desfrutando do que sobrou de bom no planeta e são os privilegiados, já os ordinários precisam trabalhar em baixo de um sol escaldante para sobreviver com o pouco que recebem.

É um mundo cruel para os que vivem como ordinários e tudo piora quando pessoas começam a desaparecer, essas pessoas deixam para trás apenas rastros de gelo - em um mundo onde a chuva não existe e o sol é dos mais escaldantes -, medo e dúvidas.

Nossa protagonista se chama Anabele, é ordinária e vive na terceira região, é determinada e tem um coração enorme, está sempre disposta a ajudar mesmo tendo muito pouco. Vive com sua mãe em uma casa simples e trabalha todos os dias, mas não deixa de ajudar qualquer um que esteja em situação pior que a dela.

"Razão era conforto. Emoções significavam riscos."

Sombras do medo é uma distopia com um pé na fantasia e uma pitada de mistério. Narrado em terceira pessoa ele nos conta a história de Anabele, enquanto nos leva para esse novo mundo. De inicio nos são dadas descrições, como se espera de qualquer distopia, porém nada que demore, já que o livro é curtinho logo chegamos a parte em que o mistério é o que nos leva e é assim até o fim. É esse mistério que torna a leitura rápida e ainda mais prazerosa.

O romance no livro pode parecer acontecer rápido, mas a verdade é que não acontece. Em um livro de 200 páginas nada pode demorar e a verdade é que os personagens já se conhecem um tempo antes do inicio do livro.  É tudo feito na medida certa, o romance não passa a ser o mais importante. Outro ponto muito positivo nesse aspecto é que a autora não nos fez ler sobre mais um triângulo amoroso, existe uma terceira pessoa, mas não existe a dúvida na protagonista, ela sabe o que quer e tem essa firmeza em seus sentimentos.

"Ordinários queriam a sobrevivência. Singulares queriam o mundo para si. Tinham propósitos muito diferentes."

Como disse na introdução Ane não mede esforços pra ajudar o próximo e não deixa de sonhar e ter esperança, mas não passa a ser uma protagonista bobinha por isso, ela é realmente forte e guerreira, sabe tomar decisão e seguir nelas. Sem dúvidas.

Já Henry é sim desses que vemos muito, mas isso não é um problema. Forasteiro que rouba o coração da Ane e acaba por roubar o nosso também. Daqueles que amamos muito mesmo. Já Vincent, a terceira ponta do nosso quase triângulo não é dos que mais me conquistou, parece que não conseguimos conhecê-lo de fato.

Amanda, mãe de Anabele, é mãezona da bons conselhos, tem um coração tão grande quanto o da filha cheio de muito amor e um jeito de conquistar o leitor. É uma das personagens e relação (Ane e Amanda) que mais gostie.

"Era a decepção, o engano, o arrependimento, a vergonha de ter acreditado, de ter se deixado levar por palavras que ofereciam o conforto que não conseguia encontrar de outra maneira."

Se tenho que apontar pontos negativos, digo que queria saber mais sobre o que aconteceu até que o mundo chegasse na situação do livro. O que aconteceu antes, as guerras e desastres naturais e um pouco sobre o inicio da divisão. E um ponto nem tão negativo, queria mais um pouco do livro. Ele é pequeno e se consegue terminar bem rápido, no fim você nem viu que terminou a leitura e já tem que deixar os personagens.

A escritora escreve muito bem, soube dosar todos os elementos do livro e nos conduzir por curiosidade, usando o mistério a seu favor. A leitura se torna leve, mesmo sendo uma distopia e da até pra rir em algumas partes, pois é, até isso ela conseguiu colocar no livro.

O livro não é muito conhecido, sofri um pouco procurando sobre o livro quando a parceria foi firmada, mas espero que vocês que estão lendo tenham vontade de conhecer, garanto um bom livro.




Então, queridos é isso. Espero que tenham gostado e agradeço a Camila por ter confiado no blog e por me deixar ler esse livro ótimo. Leiam o livro e até a próxima postagem, terráqueos.



Nos acompanhe:



Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com

Um comentário:

  1. Obrigada por essa resenha incrível!
    Fico muito feliz por vc ter gostado!
    Amei :)))

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram