23 de jun de 2015

Indicando | Reminiscências da queda (Samuel Cardeal)


Hey! O Indicando voltou, pra quem não lembra o indicando serve pra falar de contos, já que nem sempre os leitores se rendem a eles. Hoje o alvo do indicando é o conto Reminiscências da Queda de Samuel Cardeal.

Reminiscências da queda

O relato desconcertante de uma árvore submetida à pior das degradações. Um conto curto e direto que reflete sobre a natureza humana e o futuro do nosso planeta. 
"Mamãe costumava dizer que os humanos eram como um câncer, e que nós éramos a cura que eles simplesmente relegavam. Junto com as centenárias, sempre contava histórias terríveis de como a ação do homem era perigosa e deixava marcas dolorosas. Naquela época, tudo parecia apenas fantasia, somente uma história repetida geração após geração. Hoje eu sei que era tudo verdade, e que vivenciar a iniquidade humana no próprio caule é muito mais assustador do que ouvir o relato de acontecimentos passados."


Reminiscências da queda é um conto de 5 páginas e em suas poucas páginas lemos o relato de uma árvore que passa por degradações que antes eram apenas histórias contadas pelas árvores anciãs. O conto é de certa forma educativo, mas com linguagem de fácil compreensão e é assim que fica fácil terminar a leitura em 2 ou 3 minutos.

A narrativa é genial, podemos nos colocar no lugar da árvore, e pra quem pensa que isso pode ser estranho, não é. No fim vai te fazer pensar sobre todas as árvores cortadas e transformadas em outras coisas.

Mesmo sendo um conto pequeno é possível perceber o quanto o autor escreve bem, em poucas páginas ele passa sua mensagem com sensibilidade e termina fazendo o leitor refletir sobre a situação.

Se você não é um leitor que gosta de contos, esse pode ser um bom começo. Reminiscências da queda pode ser comprado por R$ 1,99 na Amazon ou caso você tenha o Kindle Unlimited pode ler "de graça".


Nos acompanhe:
Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com




Um comentário:

  1. Oi, Carol!!
    Desculpa não ter comentado por aqui antes, mas só vi agora essa resenha linda que você fez.
    Muito obrigado por ter lido, e minha alegria por ter gostado não cabe em mim.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram