9 de jun de 2015

Resenha | A Playlist de Hayden



A Playlist de Hayden
A Playlist de Hayden 
Michelle Falkoff
Novo Conceito
Ano de 2015; 288 páginas

Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.





Resenha


Após uma festa em que coisas ruins acontecem Sam acaba brigando com seu melhor amigo, Hayden. A manhã seguinte poderia ser apenas mais uma de várias desculpas entre amigos inseparáveis, isso se ao procurar por seu amigo, Sam não encontrasse Hayden já sem vida, um pen drive com uma playlist e um bilhete que dizia apenas "Para Sam. Ouça. Você vai entender.".

Depois da morte de seu amigo coisas misteriosas começam a acontecer com as pessoas que praticavam bullying contra Hayden e de alguma forma o personagem de seu amigo em um jogo continua conversando com Sam, seria ele capaz de desvendar esses mistérios?

"Muitas pessoas querem ser invisíveis. Talvez elas até pensem que podem fingir que são. Mas sempre alguém as vê."
Desde a primeira vez que ouvi sobre A playlist de Hayden fiquei muito animada com o livro, vocês sabem que eu amo música e quando o livro tem sua própria playlist faz com que eu me envolva ainda mais, sem contar a história que parecia ser exatamente dessas que eu gosto, ou seja, parecia ser meu tipo de livro.

Claro que logo depois de comprar o livro comecei a leitura, não vou dizer que o livro não é nada do que eu esperava, mas é bem diferente do que eu queria. Quando a sinopse diz que Sam ouve música por música enquanto descobre o que aconteceu na noite da morte de Hayden, achei que as músicas teriam uma importância maior no livro, talvez elas fossem dar as pistas para desvendar o mistério, mas no livro elas servem apenas para dar nome aos capítulos e para os leitores que ouvem a música enquanto leem para entrar no clima do livro.

O livro tinha todos os elementos para ser um grande sucesso, drama, mistério, um tema que está em todas as rodas de conversa e uma história que tinha de tudo pra dar certo, mas a escritora parece se perder na hora da execução e correr para terminar quando o fim do livro se aproxima.

Sam é nosso personagem principal, mas acabamos o livro sem saber muito sobre ele, sabemos que ele é tímido e se você prestar muita atenção vai saber algumas bandas e músicas que ele gosta, mas além disso nada mais é explicado, assim o leitor não consegue se conectar ao personagem.

'' - Não julgue só porque eles curtem coisas diferentes das que você gosta. Vou te dizer a mesma coisa que falei para o Hayden: aposto que você tem mais em comum com alguns deles do que imagina.''
Alguns personagens do livro parecem ter histórias interessantes, mas tudo que é contado na obra acaba sendo corrido, existem até mesmo personagens que são mencionados durante todo o livro, mas que só aparecem de verdade nas páginas finais. O melhor personagem parece ser Hayden, mas nem mesmo ele ganha uma personalidade, a sua história e seus motivos acabam sendo pano de fundo para as coisas que acontecem com Sam.

Apesar de vários erros durante a execução do livro, a obra consegue ser boa para passar o tempo. Durante a leitura lembrei de vários livros que já li e talvez os fãs menso críticos desses livros possam gostar muito do livro. O livro não é tudo que eu esperava, mas recomendo a leitura como distração e vai que você gosta, né?





E é isso, queridos. Espero que tenham gostado da resenha e que deixem suas opiniões nos comentários caso já tenham lido o livro. Não esqueçam de curtir nossa fan page para saber tudo o que é postado aqui no blog e até a próxima postagem, terráqueos.



Nos acompanhe:

Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com

Um comentário:

  1. oi flor, eu não solicitei, mas já estou me arrependendo! Vejo só coisas positivas pelo livro e estou cada vez mais tentada a comprá-lo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram