17 de out de 2015

Resenha | O Quarto Cavaleiro



O Quarto CavaleiroO Quarto Cavaleiro
Samuel Cardeal | Independente
Ano de 2015 | 398  páginas
Leonel sempre foi o filho perfeito; orgulho da mamãe e do papai; sonho de todas as mães da cidade e admirado pelos amigos e conhecidos de seus progenitores. Mas por trás de um rosto de anjo sempre há a carranca de um demônio à espreita. 

Ainda criança, Leonel descobriu sua sede por sangue e violência, e usará de todas as artimanhas que sua mente privilegiada puder engendrar para satisfazer uma sede que jamais poderá ser saciada.

Da infância na pequena cidade de Felicidade até a vida adulta, Leonel conta suas memórias e revela os segredos de sua pisque obscura e magistral.

Algumas pessoas conseguem ser piores que o próprio diabo.


Resenha


Em O Quarto Cavaleiro conhecemos Leonel, personagem que começa a nos contar sua história na infância, quando descobre seu desejo por sangue, e segue nos contando toda sua trajetória, nos fazendo testemunhas de seus crimes. Leonel é inteligente, perspicaz e, como não poderia deixar de ser, tem o ego nas alturas.

Tendo um protagonista como esse é necessário um outro personagem pelo qual torcer e é ai que entra Daniel. O policial federal é honesto, metódico e correto, está na cola de Leonel e é uma das únicas pessoas que o psicopata considera ter inteligência comparável a sua. É assim que começa um jogo de gato e rato instigante e perigoso.

"A adrenalina do nosso jogo de gato e rato, eu superando-o, instigando-o, aquele homem quase tão genial quanto eu, era algo incrível. Às vezes, nossa relação me dava mais prazer que os assassinatos."


O Quarto Cavaleiro entrou para minha lista de leituras necessárias assim que o terminei, Samuel Cardeal escreveu um desses livros que você lê e sabe, quase sente, que precisa apresentar para todos ao seu redor.

O personagem principal, apesar de ser um personagem que qualquer leitor vai querer matar, é bem construído e marcante, desses que dificilmente um leitor vai esquecer e a escrita em primeira pessoa é toda a favor dele, nos faz ficar mais próximos do personagem e querer saber tudo o que vem depois. E Daniel, que não poderia deixar de ser comentado é outro personagem muito interessante, também bem construído e que movimenta bastante as coisas no livro depois de apresentado. 

O livro é cheio de referencias e criticas, figuras politicas e artísticas podem ser facilmente reconhecidas durante o livro, mais um ponto para o livro já que isso traz o humor negro que mais uma vez prende nossa atenção.

Samuel é, definitivamente, um escritor que sabe o que faz. Além de escrever uma ótima história consegue prender o leitor de uma forma única e fazer um livro de quase 400 páginas ser lido em poucas horas. Todos os detalhes e cada elemento foi importante para que o livro se tornasse uma das melhores leituras que um leitor pode vir a ter.

Nota:


E é isso, leitores. Espero que tenham gostado da resenha e que eu tenham se interessado pelo livro, ele está a venda na versão digital na Amazon. Não deixem de nos acompanhar nas redes sociais para saber tudo que acontece por aqui, abraços e até logo!


Nos Acompanhe:
Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com

3 comentários:

  1. Nunca vi um subtítulo me impactar tanto assim! Pois já dá para perceber que será algo mais pesado, não é um gênero que costumo ler, mas fiquei bem curiosa! E pelo visto o humor negro parece ser bem trabalhado.

    Beijão
    Giovana - deiumjeito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovana! Confesso que também não tinha lido livros como esse, mas foi uma ótimo primeiro contato, estou super empolgada para procurar mais do gênero e espero que você possa ler também, é uma ótima leitura.

      Excluir
  2. Carol! Nossa! Por que ninguém me mostrou a resenha antes! Eu sigo o blog, mas sou displicente e acabei só vendo hoje, e posso dizer que meu coração está disparado. Adorei demais e estou saltando de felicidade. Muuuuito obrigado por essa resenha linda!

    Beijos.
    Samuel

    ResponderExcluir