14 de jan de 2016

Pipoca com Chocolate | Ricki and the Flash


Ricki é uma roqueira e caixa de supermercados que há anos abandonou o marido e seus três filhos para ir atrás do seu sonho. Porém após esses vários anos longe de seu ex-marido e de seus três filhos, Ricki precisa retornar para casa quando Julie, sua filha mais nova, se divorcia e passa por tempos difíceis. Como era de se esperar a volta não é nada fácil ou amigável.

Um bom filme, mas apenas para os que procuram um filme leve e uma distração despreocupada. Ricki and the flash nos traz um belo elenco, uma Meryl Streep excelente e uma trilha sonora muito bem escolhida, porém parece não ter sido terminado e nos deixa a sensação de que falta algo.


O filme que aqui no Brasil é chamado de "De Volta pra Casa" pode ser 'dividido' em duas partes. A primeira como a apresentação dos personagens e da história e essa parte é cativante e envolvente, os personagens nos ganham e as cenas musicais do filme são deliciosas. Já na segunda parte o enredo acelera e quem assiste pode quase sentir a necessidade de correr com o fim do filme, as tramas iniciadas na primeira parte não são desenvolvidas e os personagens parecem resolver seus problemas de um minuto para o outro.

Julie, que inicialmente era o motivo de Ricki voltar para casa e que estava deprimida e até mesmo tentou suicídio passa por uma transformação rápida demais, é até mesmo difícil acreditar que a mesma pessoa que em sua primeira cena gritava e brigava com a mãe que estava afastada há anos tenha aceitado a ajuda da mesma tão facilmente.



Os coadjuvantes do filme parecem ser esquecidos, até mesmo o ex-marido e os outros dois filhos de Ricki tem pouco espaço e pouca coisa se sabe sobre eles, sendo que os filhos aparecem apenas em dois momentos do filme, deixando a relação mãe-filho apenas entre Ricki e Julie, e ao assistir sabemos que os dois podiam ser muito melhor aproveitados. E se você assistiu ou vai assistir o mesmo filme que eu, vai perceber que até mesmo o bartender do bar onde Ricki e sua banda tocam grita por atenção e deixa um gostinho de quero mais a cada uma das suas poucas cenas.


Já a relação entre Ricki e o guitarrista, Greg, parece ser uma das únicas relações realmente desenvolvidas no filme, sem contar que consegue ser até mesmo fofa. Os atores tem química e as cenas do casal são ótimas.

A trilha sonora, como já disse é muito bem escolhida, além do rock que não poderia faltar o filme traz ídolos do pop como Pink e Lady Gaga, com Streep mostrando mais uma vez a voz e arrasando, claro.

De forma geral o filme é apenas uma boa distração, daqueles filmes que talvez daqui uns anos você pare para assistir em uma tarde qualquer, não é um filme do qual você vai lembrar, mas que enquanto estiver assistindo pode gostar.




E é isso, espero que tenham gostado desse Pipoca com Chocolate que anda bem sumido, mas que eu prometo vai voltar a aparecer por aqui e que estejam gostando de todas as postagens e da volta dos colunistas que estavam de "férias". Não esqueçam de nos acompanhar nas redes sociais para saber tudo o que acontece aqui no blog.

Um comentário:

  1. Descobri que Maryl tem uma boa voz através de Mamma Mia. Eu até tenho curiosidade de assistir Ricki and Flash mas já imaginava ser um daqueles filmes que, como você disse, é apenas uma distração. Enfim, boa resenha. Beijos

    http://aluzdamadrugada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram