24 de mai de 2014

Resenha - Não Conte A Ninguém

Hello, gente! Aqui é a Letícia! Me desculpem por não ter postado ontem, eu não prestei atenção direito e acabei postando a resenha no blog errado... Me desculpem! Mas já estou postando hoje para não ficar uma semana inteira sem novidade para vocês. Então chega de enrolar, e vamos logo com a resenha, né? Não se esqueçam de entrar no meu blog, tem muita coisa legal lá que eu acho que vocês vão gostar! É só clicar no banner lá embaixo, onde está escrito "Not A Nerd"!

Título: Não Conte A Ninguém
Autor: Harlan Coben
Editora: Sextante
Sinopse: David Beck e sua esposa Elizabeth comemoram o aniversário de seu primeiro beijo quando uma tragédia interrompe o clima de romance: Elizabeth é brutalmente assassinada. O caso acaba sendo resolvido e o assassino, condenado. No entanto, David não consegue superar a morte de Elizabeth. Depois de oito anos, ainda se lembra de todos os detalhes. Mas é no dia doaniversário de morte de Elizabeth que a história realmente começa. Uma estranha mensagem aparece no computador de David, uma frase que somente ele e a esposa conhecem. De repente ele depara com o que parecia impossível - em algum lugar, de alguma maneira, Elizabeth está viva. Ele é advertido para que não conte a ninguém e envolve-se em um sombrio e mortal mistério, sem saber que já está sendo seguido por alguém que o tentará deter antes que descubra toda a verdade.


Harlan Coben é considerado, por muitos, o mestre do mistério. Antes de ler Não Conte A Ninguém, eu concordava. Cilada é, com certeza, incrível! Mas agora Coben caiu no meu conceito.
A sinopse é super atraente, a capa é bonita (não posso dizer que é linda), o autor é elogiado... E as minhas expectativas estavam gigantes. Então, eu acho que o fato de eu estar muito ansiosa paraler o livro acabou me dando uma opinião mais negativa ainda do livro, já que eu me decepcionei. (Espero que tenha feito sentido).
Então vamos falar do livro que eu já enrolei bastante.
história do livro é emocionante. Você fica curioso para saber o que vai acontecer, se a Elizabeth está realmente viva, quem matou quem e o resto que vai se desenrolar no meio. O Harlan sabe como despertar a curiosidade no leitor, o que conta pontos pro livro, porque você não quer parar de ler.
Mas, a narrativa começa a ficar fraca depois do início (o que é meio contraditório, já que na maioria dos livros é o contrário, mas enfim). Como eu disse, você não quer parar de ler por curiosidade, mas começa a fica chato, cansativo e completamente confuso.
A pior coisa (por incrível que pareça!) não é o fato de estar cansativo ou chato, e sim confuso.
UM LIVRO DE MISTÉRIO NÃO PODE SER CONFUSO!
Claro, obviamente você não vai entender as coisas antes do final, mas você não pode começar a confundir os personagens, quem fez o que, quem falou com quem e, no fim, não entender quem assassinou o cara.
Se você lê um livro de mistério, você quer entender o que está acontecendo! Como eu disse, obviamente você não vai entender até o fim, mas você tem que entender alguma hora! E, se no fim do livro, você não entende... Foi uma leitura perdida.
Na minha opinião, o Harlan colocou coisas demais na história. Foram muitas histórias, muitos personagens, muitos cenários, muitas pistas... Alguns mistérios acabam tendo solução e são inteligíveis, mas um dos que é mais importante na história e que está muito ligado ao mistério principal, fica sem solução! (se teve solução não deu para entender. E sim, eu li com muita atenção)
Para finalizar, não foi uma leitura completamente perdida, mas decepcionante. Se você quer ler um livro de mistério, leia Cilada, e não Não Conte A Ninguém, porque esse não tem erro.


________________________________________________



Not A Nerd - Era uma vez...

Um comentário:

  1. Eu gostei desse livro, apesar de me perder um pouco na história também :/


    www.tudoquemotiva.com

    ResponderExcluir

Segue o Página 394

Twitter

Nosso instagram