29 de dez de 2014

Postagem Especial de Fim de Ano | Melhores livros de 2014



Olá, chegou a hora leitores, chegou a hora de saber quais foram as melhores leituras do ano. Foram 46 leituras durante 2014, entre eles livros físicos e e-book e de autores internacionais e nacionais. Confesso que não foi um ano de muitas boas leituras, mas consegui juntar aqui cinco ótimos livros que merecem ser os melhores que li em 2014.

Da Boca Pra Dentro



Da boca pra dentro é um livro de Yohana Sanfer, escritora brasileira que vem conquistando vários corações com as suas crônicas. O livro está aqui porque é um amor, eu não estava nem um pouco acostumada com livros de crônicas, na verdade os que já tinha lido nem chegavam perto de me conquistar, mas Da boca pra dentro mudou isso. Os lugares certos para essa obra são todas as estantes dos leitores mais apaixonados por literatura e essa lista dos melhores do ano, como já disse na resenha o livro é encantador, uma boa conversa com os sentimentos.


" "Mas quantas e quais são as coisas que dizemos depois de consultar o coração? Um punhado de essência, um milhão de desejos, um infinito de verdades? Pra onde vai e de onde vem tudo aquilo que nos importa, esse tudo que é grande e traduzido pelas palavras que não cabendo no peito, transbordam corpo, alma e nossas certezas? Minha suspeita: da boca pra dentro. São da boca pra dentro todos os beijos que respondem um anúncio de dúvida, toda saudade confessada durante o abraço, o elogio inevitável, o desabafo acolhido por um olhar, a palavra engasgada e denunciada pelas lágrimas, o grito que transgride a calmaria.(...) Moram da boca pra dentro nossos silêncios falhos, nossas falas eternizadas na lembrança de alguém, o sentimento entregue num agradecimento, numa saudação sincera, numa notícia boa, numa declaração de amor."(Trecho da crônica "Da boca pra dentro").Um livro que reverencia o amor, os sonhos, os quereres e traz outros olhares sobre o cotidiano."

Sangue na Lua e outros Contos



Sangue na Lua também é um livro de autora nacional e é composto por 11 contos. A verdade é que eu nunca teria lido o livro se não tivesse uma parceria com a autora e no fim, o livro virou um grande amor. Os contos tem ficção cientifica, suspense, terror e conseguem não ser pesados, simplesmente me ganharam. A leitura é fácil e você entra no mundo de cada conto, pode ter certeza de que cada mundo é único. A autora merecia mais reconhecimento por seu ótimo trabalho, mas mesmo que muitos não o leiam sei que os que leram ou vão ler se apaixonam pela obra.

"Primeira coletânea de contos da autora, que vão do suspense ao terror. "O livro conta com onze contos alucinantes, sem sombra de dúvida será muito fácil devorar página atrás de página". - Eliel, Blog Dear Book. "Ler um romance ou uma distopia é intrigante pois sabemos que até o fim do livro teremos diversos acontecimentos, isto porque a história é sustentada por diversas páginas. Escrever contos é bem mais difícil na minha opinião, prender a atenção do leitor e em uma história em poucas páginas é algo realmente desafiador. A autora conseguiu construir um belo texto, com cenários e reflexões profundas". - Nathalia, blog Claquete Rosa Até o dia em que sumiu a primeira criança. E seguido desta, outras três. As mães, chorosas, reclamavam aos homens atitude. Uma criança havia sido encontrada sem os olhos; outra sem nenhum dos órgãos e, mais outra, sem a pele () Alguns padrões passaram a se repetir. Afinal, não era sempre que algo assim acontecia. Era só quando havia lua cheia. E só quando esta aparecia no céu com sua borda avermelhada, como se estivesse ávida do sangue das criancinhas, e houvesse alguém nos arredores que satisfizesse sua sede insaciável. Conto Sangue na Lua"

A Desconstrução de Mara Dyer



A Desconstrução de Mara Dyer é um dos poucos internacionais que li durante o ano e foi bem no inicio, mas a história continua me perseguindo, é um ótimo livro. Tem elementos como o sobrenatural e romance, sem exagerar em nenhum dos dois, e consegue prender o leitor do inicio ao fim.

"Um grupo de amigos... Uma tábua ouija... Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto... até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente pertubada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações - ou seriam premonições? - Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la..."

Não Pare!



O que dizer além de que é muito vendido na Amazon? O livro é muito bom, imprevisível e apaixonante. Depois que li consegui entender o sucesso que o livro vem fazendo, um exemplo de romance sobrenatural sem vampiros e, o que e melhor, nacional. FML Pepper faz bem seu trabalho e Não Pare! entra para a lista dos melhores desse ano.

"Uma vida normal e tranquila seria tudo que uma adolescente odiaria ter, certo?
Não para Nina!
Por que tinha que viver como uma nômade (ou fugitiva!), mudando de cidade ou 
país a cada piscar de olhos? Por que não podia saber nada sobre o paradeiro de seu
pai? Por que sua mãe era tão neurótica e supersticiosa? 
Milhares de perguntas.
Nenhuma resposta.
O que significavam aqueles estranhos calafrios, acidentes e mortes que insistiam
em acontecer ao seu redor? Teriam eles alguma ligação com o seu defeito de nascença?
Ou seriam causados pelo selvagem bad boy de hipnotizantes olhos
azuis-turquesa que costumava aparecer nos momentos mais assustadores?
Nina jamais poderia imaginar que aquele garoto sombrio de corpo escultural e
fisionomia atormentada lhe abriria os olhos para um universo paralelo.
Só ele tinha as respostas para os seus mais íntimos questionamentos, mas cobraria
um preço muito alto para fornecê-las:
A vida dela!"

A Bibliotecária de Auschwitz



A Bibliotecária de Auschwitz ganhou o posto de favorito, é um livro emocionante, baseado em uma história real e que se passa em uma época sobre a qual mais gosto de ler, A Segunda Guerra Mundial. É difícil até mesmo falar sobre o quanto me emocionei com a história de Edita. É o melhor que li nesse ano e dificilmente saíra cedo dos favoritos.

Uma garota de 14 anos. Um professor. Oito livros. Esperança. Em plena Segunda Guerra Mundial, no maior e mais cruel campo de concentração nazista, cerca de quinhentas crianças convivem todos os dias com a morte e com o sofrimento. No pavilhão 31, de vez em quando uma janela é aberta para férias. Obra de Fred Hirsch, o professor que consegue convencer os alemães a deixa-lo entreter as crianças. Desta forma, garante ele aos nazistas, seus pais – judeus – trabalhariam bem melhor. Os alemães concordam, mas com uma condição: seria terminantemente proibido o ensino de qualquer conteúdo escolar no local.
Mal sabiam eles o que a jovem Dita guardava na barra da saia: livros.
Baseado na história real de Dita Dorachova, A bibliotecária de Auschwitz é o registro de uma época triste da história, mas também o relato de pessoas corajosas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes na luta por uma vida melhor, munindo-se de livros.



Nos acompanhe:


Instagram: @blogpagina394
E-mail: pag394@outlook.com



Um comentário:

  1. Que grande privilégio ter sido resenhada pelo blog, e estar entre os melhores do ano! Muito obrigada e um ótimo 2015!

    ResponderExcluir